Arquivo | Fevereiro, 2014

Novos Tempos

9 Fev

‘Nada acaba. Só uma nova etapa que começa. Mário Pires

Meus queridos Amigos e Amigas, 

Chegou a hora de encerrar este ciclo da minha vida.  Quando eu comecei o Europa Beauty, eu tinha em mente uma outra abordagem aqui no blog, mas com o passar do tempo eu percebi que não era isto que eu queria. A vida muitas vezes muda de rota, e como dizia minha amiga Bernadete, “Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final. Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.

Então agora, após muita reflexão, eu decidi parar. Sim, isso é uma despedida, mas uma despedida deste blog Europa Beauty. Até vislumbrei a possibilidade de transformá-lo, mas  o ciclo aqui acabou.  Agradeço infinitamente a Deus por tudo que me foi concedido e me despeço deste blog com a certeza de que quando ele começou, eu era uma pessoa e agora, sou outra. Crescendo, amadurecendo, evoluindo, sobrevivendo e vivendo!

O Europa Beauty vai ficar marcado na minha história, devido a alguns acontecimentos em minha vida, mas tudo tem começo, meio e fim, e a vida segue. Tão bom saber que esse espaço me acrescentou tantas coisas e tantos amigos.

Quero agradecer a todos vocês que me visitam aqui, agradecer por todos os comentários, sugestões, broncas, puxões de orelhas e todo o carinho que recebi aqui. Mas isso não é um adeus, e sim um até logo, pois eu estou aguardando a sua visita em minha “casa” nova.

Saudades? Eternas, disso não tenho a menor dúvida.

Anúncios

Série: A Caminho dos 40 #2

4 Fev

No post #1 da “série” A caminho dos 40, eu falei sobre me livrar do peso morto que carrego nas costas. E eu gostaria de explicar que isto não se refere a ninguém, e sim ao meu próprio passado.

Eu sou uma pessoa muito apegada ao passado, pois é este passado que me dá sentido de “identidade” que comentei no post citado.  E gente, quando nós nos apegamos a nosso passado, nós estamos garantindo que o futuro carregue a mesma “essência”. Percebe aonde eu quero chegar?

Olha, quando carregamos esta mesma “essência”  a vida se move em círculos sem nada de novo ou criativo. A vida nos traz um reflexo do que pensamos ser.

Uma coisa é lembrarmos as coisas boas que vivemos. Refletirmos sobre os obstáculos que vencemos ultrapassamos e ter saudade das pessoas, dos lugares que ficaram para trás. Não estou aqui dizendo que temos que nos livrar do passado, de forma alguma, estou apenas dizendo que passado é algo morto, é igual museu de antiguidade sabe, você vai lá para rever as coisas mas deixa tudo lá, não leva nada para casa.

O que eu estou querendo dizer aqui é não podemos permitir que nosso passado nos impeça a caminhada presente a caminho de nosso futuro. Gosto muito da frase do ex-presidente estadunidense Thomas Jefferson: “Gosto mais dos sonhos do futuro do que das histórias do passado”.

Anos atrás eu vivi uma desilusão amorosa muito grande, foi um fato que hoje 17 anos depois, eu preciso de vez erradicar da minha vida. Eu vivi a auto-sabotagem (se escreve junto ou separado?) para os meus relacionamentos futuros, eu buscava um padrão de pessoa que eu só encontraria no “dono” da desilusão, mas não. Eu não me dei por satisfeita com todo o sofrimento que tive, e busquei mais sofrimento.

Comecei a descontar a minha insatisfação, na comida, na minha vaidade e até mesmo nos meus planos do futuro. E tudo por quê? Porque muito de nós tem a terrível mania tentar de novo algo que na primeira tentativa não foi bem sucedido. Eu fui, sou uma destas pessoas.

Sabe o que minha mãe sempre fala, aliás, meu Pai falava muito isto também. Que o pior problema da raiva é quando voltamos (a raiva) contra nós mesmos, porque ela  pode se manifesta de maneiras infinitas e muitas vezes mascarada através da inércia, depressão, ansiedade, apatia, modorra, descrença e em muitas outras formas. E isto é uma forma de auto-sabotagem.

Aqui, exemplos típicos de auto-sabotagem, e acredito que muitos de nós já dissemos uma, duas ou talvez todas destas frases abaixo:

  • “Nunca serei capaz de ter aquilo que gostaria”
  • “A minha vida nunca vai sair deste buraco”
  • “Eu nunca mais encontrarei a pessoa certa para mim.”
  • “Eu nunca mais serei feliz”
  •  “Nunca serei capaz de fazer isto”
  •  “Eu não consigo…”
  • “Eu nunca…”
  • “Eu não…”

Estou errada? Você nunca usou alguma destas frases? Se não usou, porfa me ensina a viver porque parece que eu ainda não aprendi.

Eu estou disposta a me esvaziar, me libertar do passado. A me reprogramar. Desapegar daquilo que me fez encruar na vida. Sempre andando em círculos. Sem querer entrar em questão religiosa, mas é uma citação de um livro fantástico (da época que eu conseguia ler um livro em inglês) que chama-se What Doth It Profit (De que Adianta) de Sterling W. Sill, ele fala assim:

“O perdão de Deus é muitas vezes anulado porque o pecador não perdoa a si mesmo. O que adianta Deus não se lembrar mais de nosso erro, se continuamos a reprisá-lo em nossa mente?”

Lembre-se nosso único inimigo somos nós mesmos, afinal só você saber o que é melhor para você. Não se preocupe com os outros. Ocupe-se de você. Mantenha seu foco, lembre-se que eu, você chegaremos ao lugar que escolhermos seguir.

Eis alguns pontos importantes para começar as mudanças:

  1. Disciplina não deve ser ato e sim hábito – (daquilo que habitualmente pensamos e fazemos)
  2. Policie os pensamentos de derrota porque eles reduzem a autoestima;
  3. Perdoar, não significa necessariamente a outra pessoa. Muitas vezes devemos nos perdoar. Perdoar a si mesmo pode ser muito mais urgente que perdoar ao próximo e 
  4. (não menos importante) Estabeleça prioridades; Elimine coisas sem importância; Reconheça suas limitações. (eu quero voltar a falar de cada um destes 3 últimos itens).

E para tudo o que disse aqui, apenas uma única conclusão: Só quando amamos a nós mesmos da forma correta, estamos mais qualificados para servir nossos semelhantes e conseguir aceitar melhor acerca de nós mesmos.

O Grito (no original Skrik)  Edvard Munch fonte: Wikipédia

O Grito (no original Skrik) Edvard Munch
fonte: Wikipédia

* O Grito é uma série de quatro pinturas do norueguês Edvard Munch, a mais célebre das quais datada de 1893. A obra representa uma figura andrógina num momento de profunda angústia e desespero existencial.

Tempo de Confiar

2 Fev

Domingo, dia de Reflexão e planos para a semana que se inicia. Mas de nada adianta fazermos nossos planos se estes não forem da vontade de nosso DEUS, Pai amado.

Eclesiastes 3

Der Prediger 3

Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.

Ein jegliches hat seine Zeit, und alles Vornehmen unter dem Himmel hat seine Stunde.

Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;

Geboren werden und sterben, pflanzen und ausrotten, was gepflanzt ist,

tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derribar, e tempo de edificar;

würgen und heilen, brechen und bauen,

tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;

weinen und lachen, klagen und tanzen,

tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de abster-se de abraçar;

Stein zerstreuen und Steine sammeln, herzen und ferne sein von Herzen,

tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de deitar fora;

suchen und verlieren, behalten und wegwerfen,

tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;

zerreißen und zunähen, schweigen und reden,

tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.

lieben und hassen, Streit und Friede hat seine Zeit.

Que proveito tem o trabalhador naquilo em que trabalha?

Man arbeite, wie man will, so hat man doch keinen Gewinn davon.

Tenho visto o trabalho penoso que Deus deu aos filhos dos homens para nele se exercitarem.

Ich sah die Mühe, die Gott den Menschen gegeben hat, daß sie darin geplagt werden.

Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs na mente do homem a idéia da eternidade, se bem que este não possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até o fim.

Er aber tut alles fein zu seiner Zeit und läßt ihr Herz sich ängsten, wie es gehen solle in der Welt; denn der Mensch kann doch nicht treffen das Werk, das Gott tut, weder Anfang noch Ende.

Sei que não há coisa melhor para eles do que se regozijarem e fazerem o bem enquanto viverem;

Darum merkte ich, daß nichts Besseres darin ist denn fröhlich sein und sich gütlich tun in seinem Leben.

e também que todo homem coma e beba, e goze do bem de todo o seu trabalho é dom de Deus.

Denn ein jeglicher Mensch, der da ißt und trinkt und hat guten Mut in aller seiner Arbeit, das ist eine Gabe Gottes.

Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe pode acrescentar, e nada se lhe pode tirar; e isso Deus faz para que os homens temam diante dele:

Ich merkte, daß alles, was Gott tut, das besteht immer: man kann nichts dazutun noch abtun; und solches tut Gott, daß man sich vor ihm fürchten soll.

O que é, já existiu; e o que há de ser, também já existiu; e Deus procura de novo o que ja se passou.

Was geschieht, das ist zuvor geschehen, und was geschehen wird, ist auch zuvor geschehen; und Gott sucht wieder auf, was vergangen ist.

Vi ainda debaixo do sol que no lugar da retidão estava a impiedade; e que no lugar da justiça estava a impiedade ainda.

Weiter sah ich unter der Sonne Stätten des Gerichts, da war ein gottlos Wesen, und Stätten der Gerechtigkeit, da waren Gottlose.

Eu disse no meu coração: Deus julgará o justo e o ímpio; porque há um tempo para todo propósito e para toda obra.

Da dachte ich in meinem Herzen: Gott muß richten den Gerechten und den Gottlosen; denn es hat alles Vornehmen seine Zeit und alle Werke.

Disse eu no meu coração: Isso é por causa dos filhos dos homens, para que Deus possa prová-los, e eles possam ver que são em si mesmos como os brutos.

Ich sprach in meinem Herzen: Es geschieht wegen der Menschenkinder, auf daß Gott sie prüfe und sie sehen, daß sie an sich selbst sind wie das Vieh.

Pois o que sucede aos filhos dos homens, isso mesmo também sucede aos brutos; uma e a mesma coisa lhes sucede; como morre um, assim morre o outro; todos têm o mesmo fôlego; e o homem não tem vantagem sobre os brutos; porque tudo é vaidade.

Denn es geht dem Menschen wie dem Vieh: wie dies stirbt, so stirbt er auch, und haben alle einerlei Odem, und der Mensch hat nichts mehr als das Vieh; denn es ist alles eitel.

     Todos vão para um lugar; todos são pó, e todos ao pó                                          tornarão.

Es fährt alles an einen Ort; es ist alles von Staub gemacht und wird wieder zu Staub.

Quem sabe se o espírito dos filhos dos homens vai para cima, e se o espírito dos brutos desce para a terra?

Wer weiß, ob der Odem der Menschen aufwärts fahre und der Odem des Viehes abwärts unter die Erde fahre?

Pelo que tenho visto que não há coisa melhor do que alegrar-se o homem nas suas obras; porque esse é o seu quinhão; pois quem o fará voltar para ver o que será depois dele?

So sah ich denn, daß nichts Besseres ist, als daß ein Mensch fröhlich sei in seiner Arbeit; denn das ist sein Teil. Denn wer will ihn dahin bringen, daß er sehe, was nach ihm geschehen wird?

Crédito da Imagem: Google+

Crédito da Imagem: Google+