Tag Archives: Comportamento

Série: A Caminho dos 40 #2

4 Fev

No post #1 da “série” A caminho dos 40, eu falei sobre me livrar do peso morto que carrego nas costas. E eu gostaria de explicar que isto não se refere a ninguém, e sim ao meu próprio passado.

Eu sou uma pessoa muito apegada ao passado, pois é este passado que me dá sentido de “identidade” que comentei no post citado.  E gente, quando nós nos apegamos a nosso passado, nós estamos garantindo que o futuro carregue a mesma “essência”. Percebe aonde eu quero chegar?

Olha, quando carregamos esta mesma “essência”  a vida se move em círculos sem nada de novo ou criativo. A vida nos traz um reflexo do que pensamos ser.

Uma coisa é lembrarmos as coisas boas que vivemos. Refletirmos sobre os obstáculos que vencemos ultrapassamos e ter saudade das pessoas, dos lugares que ficaram para trás. Não estou aqui dizendo que temos que nos livrar do passado, de forma alguma, estou apenas dizendo que passado é algo morto, é igual museu de antiguidade sabe, você vai lá para rever as coisas mas deixa tudo lá, não leva nada para casa.

O que eu estou querendo dizer aqui é não podemos permitir que nosso passado nos impeça a caminhada presente a caminho de nosso futuro. Gosto muito da frase do ex-presidente estadunidense Thomas Jefferson: “Gosto mais dos sonhos do futuro do que das histórias do passado”.

Anos atrás eu vivi uma desilusão amorosa muito grande, foi um fato que hoje 17 anos depois, eu preciso de vez erradicar da minha vida. Eu vivi a auto-sabotagem (se escreve junto ou separado?) para os meus relacionamentos futuros, eu buscava um padrão de pessoa que eu só encontraria no “dono” da desilusão, mas não. Eu não me dei por satisfeita com todo o sofrimento que tive, e busquei mais sofrimento.

Comecei a descontar a minha insatisfação, na comida, na minha vaidade e até mesmo nos meus planos do futuro. E tudo por quê? Porque muito de nós tem a terrível mania tentar de novo algo que na primeira tentativa não foi bem sucedido. Eu fui, sou uma destas pessoas.

Sabe o que minha mãe sempre fala, aliás, meu Pai falava muito isto também. Que o pior problema da raiva é quando voltamos (a raiva) contra nós mesmos, porque ela  pode se manifesta de maneiras infinitas e muitas vezes mascarada através da inércia, depressão, ansiedade, apatia, modorra, descrença e em muitas outras formas. E isto é uma forma de auto-sabotagem.

Aqui, exemplos típicos de auto-sabotagem, e acredito que muitos de nós já dissemos uma, duas ou talvez todas destas frases abaixo:

  • “Nunca serei capaz de ter aquilo que gostaria”
  • “A minha vida nunca vai sair deste buraco”
  • “Eu nunca mais encontrarei a pessoa certa para mim.”
  • “Eu nunca mais serei feliz”
  •  “Nunca serei capaz de fazer isto”
  •  “Eu não consigo…”
  • “Eu nunca…”
  • “Eu não…”

Estou errada? Você nunca usou alguma destas frases? Se não usou, porfa me ensina a viver porque parece que eu ainda não aprendi.

Eu estou disposta a me esvaziar, me libertar do passado. A me reprogramar. Desapegar daquilo que me fez encruar na vida. Sempre andando em círculos. Sem querer entrar em questão religiosa, mas é uma citação de um livro fantástico (da época que eu conseguia ler um livro em inglês) que chama-se What Doth It Profit (De que Adianta) de Sterling W. Sill, ele fala assim:

“O perdão de Deus é muitas vezes anulado porque o pecador não perdoa a si mesmo. O que adianta Deus não se lembrar mais de nosso erro, se continuamos a reprisá-lo em nossa mente?”

Lembre-se nosso único inimigo somos nós mesmos, afinal só você saber o que é melhor para você. Não se preocupe com os outros. Ocupe-se de você. Mantenha seu foco, lembre-se que eu, você chegaremos ao lugar que escolhermos seguir.

Eis alguns pontos importantes para começar as mudanças:

  1. Disciplina não deve ser ato e sim hábito – (daquilo que habitualmente pensamos e fazemos)
  2. Policie os pensamentos de derrota porque eles reduzem a autoestima;
  3. Perdoar, não significa necessariamente a outra pessoa. Muitas vezes devemos nos perdoar. Perdoar a si mesmo pode ser muito mais urgente que perdoar ao próximo e 
  4. (não menos importante) Estabeleça prioridades; Elimine coisas sem importância; Reconheça suas limitações. (eu quero voltar a falar de cada um destes 3 últimos itens).

E para tudo o que disse aqui, apenas uma única conclusão: Só quando amamos a nós mesmos da forma correta, estamos mais qualificados para servir nossos semelhantes e conseguir aceitar melhor acerca de nós mesmos.

O Grito (no original Skrik)  Edvard Munch fonte: Wikipédia

O Grito (no original Skrik) Edvard Munch
fonte: Wikipédia

* O Grito é uma série de quatro pinturas do norueguês Edvard Munch, a mais célebre das quais datada de 1893. A obra representa uma figura andrógina num momento de profunda angústia e desespero existencial.

Pérolas da BLOGESFERA

29 Jan

Lembre-se, sem nomes e identificações, não quero denegrir a imagem de ninguém. Mas um pouco de risos podemos conseguir com o que rola na amada BLOGESFERA. Afinal rir ainda é o melhor remédio ( e o hoje a dor tomou conta do meu ser).

Algumas pérolas da Blogesfera, espero que vocês levem na esportiva. E se alguém se sentir humilhado ou quiser que eu retire as imagens do Post. Por favor entre em contato que o farei imediatamente.

Google Imagens

Hum… E olha que nem estou questionando a veracidade do produto! Porque eu tenho certeza que a MAC não vende PALHETA…

To Vendendo, super novo! Hum hum...

Ta Vendendo e ainda fala que é super novo! Hum hum…

1

HOMICÍDIO QUALIFICADO (§ 2º , art. 121 CP) – RIP Língua Portuguesa
Agora sim posso começar   minha Dieta.

Agora sim posso começar minha Dieta.

???? Ah, eu sou muito burra ou ela come os interessados?

???? Ah, eu sou muito burra ou ela come os interessados?

O leitor acordando para a vida!

O leitor acordando para a vida!

Não consegue ler?

O povo tá ACORDANDO, Ana Maria!

O povo tá ACORDANDO, Ana Maria!

Agora só me resta relembrar meus velhos tempos de professora (saudades mil), e aderir ao grupo dos seres não vivos… Como diz minha amiga Pulinha, MORRIIIIIII…. (beijos Pulinha, amanhã é dia de jogar na Lotto viu. Não esqueci da promessa não!)

pérola

Tá bom,  você pode me  chamar de linguaruda…

Mas eu tirei um sorriso do teu rosto não foi?

…Mas eu tirei um sorriso do teu rosto não foi?

E o Brasil está acordando para o Jabá na “blogs’fera”.

Crédito das Imagens: Google Imagens, Tia Shame, Bing Imagens

Reclamações #1

28 Jan
Crédito da Imagem: greatgroup

Crédito da Imagem: greatgroup

Muitas pessoas tem a mania de sair por aí falando que a Alemanha não é um bom País para se morar, que é muito isto, muito aqui. Aí eu te pergunto: O que você ainda está fazendo aqui? Volta para o teu pais pessoa “reclamona”.

Tenho certeza que ninguém colocou uma arma na tua cabeça para que você viesse morar aqui. E sendo muito maldosa no comentário, arrisco a dizer que veio achando que a vida aqui seria mais fácil, mais glamourosa e outras mordomias a mais. To errada? (tomara que sim.)

Bem então vamos lá,

Reclamação 1 – A Alemanha tem sim muita burocracia, mas não só para o estrangeiro, mas também para o Alemão.

Diferença: São muitos papeis que regem nossa vida aqui, eles são muito organizados e as coisas se resolvem. Após assinar todos os papéis, você sempre recebe um retorno (positivo ou negativo) daquilo que requereu.

Reclamação 2 – A Alemanha é muito frio, bem aí me perdoe mais uma vez, mas é ignorância tua né. Não teve aulas de geografia não? Aprendemos que a Europa é um país frio no inverno e que neva. Quando fez as tuas malinhas, você já imaginava que aqui era frio. E não é nosso frio de 18 graus, que uma jaquetinha fashion resolve. É um frio que chega aos menos 2 dígitos e que você precisa colocar mais roupa que o seu próprio guarda roupas.

Diferença: aqui as quatro estações do ano são muito bem definidas, o frio é gradativo, você tem um tempinho razoável para ir se adaptando ao frio. E sem contar que é um prazer a mais para a mulherada, poder caprichar no visual no inverno, aqui nós podemos usar e abusar de botas, xales e outros acessórios que pelo menos muitos brasileiros gostariam de usar, mas no calor do Brasil nem para fantasia de carnaval. (muito pior com o calor que é no carnaval…) A única verdade aqui é que o inverno nos deixa naturalmente mais lento.

E outra você pode sempre consultar a previsão do tempo. Vai chover, nevar, fazer sol? Tem muito vento, quantos graus? Um bom site é o http://www.wetter.com/. ( a previsão aqui é muito boa)

Reclamação 3 – Os Alemães são frios e fechados. Difíceis para se fazer amizade.

Lenda: Isto é uma lenda Ninguém tem obrigação de sair abraçando e sorrindo pra todo mundo que ainda não tem afinidade nenhuma. Agora eles têm educação suficiente para respeitar o espaço destas pessoas que ainda são desconhecidas. E outra coisa, você que é novo aqui no pais deles, eles já estavam aqui. Somos nós que temos que nos adaptar a vida deles, e não eles a nossa.

As pessoas são honestas, leais e amigas, lógico que você tem que mostrar estar interessado neles, na cultura deles e principalmente no idioma deles (ja falei sobre isto aqui). Eles têm a maior boa vontade em ajudar, em ser úteis. Se você não consegue fazer amizade aqui, tá na hora se refletir o que você tem feito de errado aqui.

Reclamação 4 – Não se tem o que fazer no Inverno.

Como é que é???? Lógico que tem, no inverno tem bastantes atividades, é lógico que sair para ir ao parque, fazer “picnic” embaixo a uma arvore não dá. Mas para isto temos o verão. Mas dependendo da região em que você mora você ir a Museu, Castelos, Estação de águas, Esquiar, Cinemas, restaurantes, Shows, Vá patinar no gelo, entre outras coisas.

Existem outras reclamações, mas eu dividi o tema em 3 posts para não ficar muito grande.

 

 

 

 

 

“Autossuficiência” destrutiva

19 Jan

” Ter problemas na vida é inevitável, ser derrotado por eles é opcional” (desconheço o autor)

Crédito da Imagem: Google imagens

Crédito da Imagem: Google imagens

De passinho em passinho, eu estou retomando as rédeas da minha vida novamente, não posso dizer que estou 100%, mas nem preciso. Os 80% já estão me dando uma autonomia e mobilidade maior. Sim, 4 meses se passaram e eu estou aqui com um sentimento, uma grande necessidade de ser autossuficiente. (acho que após a reforma ortográfica passou a se escrever assim né?)

Mas não no sentido de ser uma pessoa que se julga melhor, e que basta de si mesma, mas no sentido de poder viver sem precisar a todo o momento de ajuda para as mínimas coisas do dia a dia, como ir a cozinha beber um copo de água, ou ser capaz de lavar meus próprios cabelos.

Sabe aquela ideia de indestrutibilidade que muitas pessoas têm, achando que podem tudo? Muitas vezes gastamos tanto tempo tentando esconder o que sentimos para construir uma imagem de força, coragem e estabilidade que se torna extremamente difícil a certa altura despir o personagem e correr o risco de parecermos humanos (que somos) de mostrar talvez que falhamos em determinadas situações.

Muitas vezes deixamos de aprender muitas coisas na vida por nos acharmos AUTOSSUFICIENTES, donos da verdade e senhores da razão. Mas a grande verdade, alem do engano da autossuficiência, existe também a questão do ciúme em relação ao sucesso do outro, em relação a nossa vaidade e nossa soberba e mania que muitos tem querer ser superior a alguém.

Isto me lembra de meu último chefe, um completo idiota que não conseguia sequer assumir o que ele realmente era e gostava (aliás, só ele achava que ninguém sabia que ele era homossexual) quanta ignorância não é mesmo?

Abrindo um parêntese em meu raciocínio, é muita estupidez de uma pessoa querer fingir o que não é. Sinceramente, nunca me importei com que as pessoas gostam de fazer entre quatro paredes, a opção sexual de uma pessoa não me interessa nem um pouco. Nunca deixei de amar meus amigos por eles serem homossexuais. Pelo contrário, só aumenta meu respeito por eles serem honestos com eles mesmos. Minha melhor amiga mora com uma mulher a 9 anos. E daí? Isto é decisão dela. Não muda em nada nossa relação. (mas eu sempre digo que ela perde muito, pq o tal do “homi” é tão bom, mesmo às vezes sendo tão chato) piadinhas a parte. Fecho meu parênteses.

E voltando ao meu chefe, é uma pessoa tão medíocre que me lembro do dia em que fui entregar meu pedido de exoneração, ele nem me recebeu. Adora se mostrar ocupado, importante e ele se achava o homem mais inteligente daquela municipalidade. Só porque tinha um cargo (político – no máximo oito anos se o prefeito fosse reeleito) de Secretário Municipal. Mal sabe ele que o próprio prefeito já me ligou algumas vezes e resolvi  “abacaxis” sem precisar de opinião ou autorização do tal.

Não estou me julgando melhor que ele, por favor, não me entendam mal, mas estou dizendo que ninguém é dono de todo o conhecimento. E que nem sempre quando pedimos opinião isto signifique que somos inseguros ou burros. Isto significa que não temos medo de julgamentos e que somos inteligentes sim. Porque assumimos nosso lado humano e queremos mostrar que a outra pessoa também é necessária. Seja no âmbito pessoal ou profissional.

Engana-se quem diz que nascemos sozinhos, eu penso que não nascemos, pois a nossa mãe está lá e sem a força que ela precisa fazer, não nascemos se sem os cuidados dela enquanto feto, nós não nos desenvolvemos. (Ou falei muito m. aqui?) E nem tão pouco “Ninguém vive sozinho” e por mais que muitos tenham um certo gosto pela solidão, também precisamos de alguém e esse alguém precisa se sentir amado e necessário. Lógico que sem exageros.

Eu não sou mais forte, nem melhor que ninguém, nem a mais corajosa. Mas humilde o suficiente para dizer que graças a vocês eu tenho conseguido encontrar coragem, força e grandes exemplos para superar todos os obstáculos que venho enfrentando estes últimos 4 meses.

E só para ficar registrado, hoje faz três meses que me Pai olha por mim lá do céu. E saudade cada vez maior.

Crédito da Imagem: Bing Imagens

Crédito da Imagem: Bing Imagens

PS: a autossuficiência aqui abordada refere-se ao estado de não necessitar de qualquer ajuda, apoio ou interação de outros, para viver e sobreviver. E é lógico que existe também um conceito positivo para a mesma palavra.

Série: A caminho dos 40 – #1

16 Jan
38408075139

Crédito da imagem: Google.nl

O que pouco de voces aqui sabem, é que eu estou caminhando para os meus “enta” tá certo faltam alguns poucos anos, mas já estou mais que na metade do caminho. E últimamente venho me questionando o rumo que eu quero dar para a minha vida.

O que eu quero viver aos meus 40 anos? Sendo muito otimista de que eu chegarei aos 40, (quero e quero muito!) afinal, nao quero morrer pelo menos pelos próximos 60 anos. (isto que é otimismo!) Tem que ser assim né!?

Mas, voltando aos nossos caminhos, já reclamei muito aqui no blog sobre a inercia da minha vida, já fiz muitos desabafos sobre meus dramas, já contei meus causos. E agora é hora de contar meus atos. O que eu quero fazer.

Eu estou me desafiando a chegar em meus 40 anos, em plenitude! (em todos os sentidos da palavra plenitude).

Tudo em nossas vidas säo ciclos, e agora eu quero encerrar este ciclo de mágoas, medos, inseguranca e dramas. O que aconteceu já foi. Tá na minha hora de me livrar deste peso morto que carrego nas costas. Levantar os ombros e caminhar olhando para a frente.

E o que nunca podemos por nem 1 segundo nos esquecer é que colhemos as consequencias de nossas atitudes, nossas escolhas e decisoes.

Nao podemos confundir nosso comportamento com nossa identidade. SegundoErikson (1972), a identidade implica em quem a pessoa é, quais são seus valores e quais as direções que deseja seguir pela vida. O autor entende que identidade é uma concepção de si mesmo, composta de valores, crenças e metas com os quais o indivíduo está solidamente comprometido. E agora perceba que seu comportamento é baseado naquilo que seus pais, colegas, amigos, ou qualquer outra influência tenha lhe mostrado, ensinado ou contado durante toda a vida. É uma história na qual você assimilou como sendo sua Identidade.

Talvez voce já tenha escutado a frase: ” A criança sempre tem uma intenção positiva por detrás de seu comportamento negativo.”

Entäo, nós adultos também. Mas muitas vezes as coisas nos são apresentadas para que aprendamos valores com ela, e näo para repetirmos ou tentar fazer igual, e nisto está a ação e reação! Eu estou focada em identificar meus hábitos e comportamentos negativos dos quais eu não consigo me livrar facilmente. Mas näo apenas me livrar eu quero entender como eles foram construídos. E erradicar de uma vez por todas.

Nunca é tarde para criar bons hábitos. Para edificar. Näo podemos ter medo das mudanças. Pois a mudança constante é a única garantia que podemos ter daquilo que a vida nos trará e nos pedirá.

E voce como quer chegar na sua próxima bolinha*?

*bolinha = aniversário redondo, 10,20,30,40,50,60,70,80,90,100….

“Quando ideias se encontram”

23 Dez

dub_horizontal_bi

“Quando ideias se encontram”
Esse é o lema do ano “Alemanha + Brasil 2013-2014

Iniciando em maio de 2013, O ano “Alemanha + Brasil 2013-2014” deverá representar o que os dois países compartilham para moldar o futuro. 

Em breve mais notícias…

Nota

E a vida segue…

15 Out

Ai meninas, antes mesmo de fazer a cirurgia meu maior medo era a cicatriz que ganharia, e como já era de se esperar fiquei com uma cicatriz enorme (foram +- 42 pontos)!
Pelo amor, graças a DEUS eu tenho perna para ter a cicatriz, não me entendam mal, acho cicatrizes interessantes, significa que sobrevivemos a algo. Mas poxa, a minha cicatriz é enorme na parte de trás do joelho, eu já era traumatizada em usar saias e shorts mais curtos, pois desde meus 12 anos sofro com as mini varizes.
A cicatriz do ombro até que posso fazer uma tatoo em cima, não queria mais acho que será uma boa idéia. (quem tiver idéias de tatoo para a parte da frente do ombro, please compartilhe comigo.)
Alguém aqui tem experiencia com cicatrizes? Estou tão cheia de dúvidas. Vou tirar a foto da minha cicatriz ( na verdade não quero espantá-las do blog…)
Um desabafo a parte, me senti um lixo humano quando fui ao hospital para tirar os pontos, acreditem que o médico simplesmente arrancou os danados sem qualquer pomadinha, spray para a dor? Gente quase tive um treco foi uma brutalidade, chorei igual criança por quase 2 horas de tanta dor.
Agora me responda que raio de Hospital é este que não tem um spray, pomada anestésica? Ou será que extrangeiro* não tem direito a ser tratado com dignidade?
Sinceramente eu me senti desrespeitada com pessoa, humilhada como cidadã que também paga impostos e a conta do Hospital. (aqui na Alemanha no caso do meu plano de saúde que é privado, eu preciso pagar primeiro e depois o plano me reembolsa, ainda não entendo o funcionamento de planos de saúde aqui, mas só sei que é assim…)

Os 3 piores momentos dentro do Hospital

Durante meus dias de Hospital posso dizer que 90% das enfermeiras que cuidaram de mim, também são estrangeiras (Russia, Romênia, Hungria…) e assim houve uma boa sintonia entre nós, mas teve um infeliz de um enfermeiro estudante de nome Maximiliam, gente eu não desejo que ele cuide de ninguém…
Eu sou alérgica se bobear até a pensamentos, então mais que depressa logo que me mudei para a Alemanha procurei traduzir todas as minhas alergias e não saio de casa sem minha cadernetinha (esta dica acho muito importante compartilhar), eu fiz uma cadernetinha que contém todos os meus dados, dados de todas as pessoas que se pode entrar em contato em caso de um acidente, minhas alergias, medicação que atualmente faço uso, e alguns problemas de saúde que tenho ou tive que possam influenciar em alguns diagnósticos.
A minha cadernetinha funcionou e me salvou… Mas enfim, e mesmo com uma placa de todo tamanho em meu leito no hospital a “abençoada” enfermeira me deu um medicamento a qual tenho alergia, resultado dormi o dia todo e fiquei com a boca e pescoço dormente e inchado… Mas por sorte e DEUS ao meu lado, ela percebeu a burrada e correu a tempo pelo socorro…
O pós operatório do joelho também foi o dia em que desejei dormir e acordar daqui a 1 ano, foi o dia em que mais senti dor, desespero e medo. Gente, apenas respirar doía que coisa horrível… Só de lembrar meu coração acelera e a cabeça doí…

Curiosidade e fato engraçado

Tomar banho é mesmo prejudicial a saúde aqui na Alemanha, gente como pode uma coisa desta??? Eu estava a 1 semana sem poder tomar banho? O que é isto??? Entrei em desespero, eu não fico sem tomar banho nem um dia, a enfermeira e o médico vem me falar que seria muito prejudicial se eu tomasse banho, os médicos daqui sempre dizem que banho todo dia prejudica a pele… E a falta de banho prejudica a respiração, os pulmões….
Gente o médico me chega dizendo que eu só poderia tomar banho daqui a 2 semanas, quase enfartei… Não respeitei e pedi a minha colega para levar um plastico para “encapar” meus pontos e me enfiei debaixo do chuveiro… Sorte que uma enfermeira me ajudou nesta missão… Graças a DEUS deu tudo certo.
E para não falar em comida de hospital, me respondam com toda sinceridade, como é que uma pessoa com o braço direito imobilizado, apenas com a mâo esquerda livre consegue comer a sobremesa, se esta era uma laranja com casca? E no outro dia um Kiwi também com casca?

Sem contar que não existe geladeira nos quartos… Sem comentários….

Agora é batalhar para voltar a andar normalmente e ter a mobilidade de meu braço direito de volta… Mas como uma boa brasileira, eu não desisto nunca.

* extrangeiro= ser “extraterreste” que sai de sua terra natal para morar em outro pais e é tratado como um ser de outra galaxia…

14 de Setembro…

14 Set

Embora meu atual corpinho não demonstre, eu estudei balé dos 4 aos 19 anos, e sou completamente apaixonada por dança, e hoje faz 86 anos que o mundo perde Isadora Duncan, considerada a pioneira do balé moderno.
Isadora possuía uma atitude transgressora e espírito livre que se tornaria um símbolo para o feminismo, ela causou escândalo em sua época ao trocar os Estados Unidos pela União Soviética, afirmando: “Prefiro viver de pão preto e vodca e sentir-me livre, a gozar as delícias da vida americana sabendo-me prisioneira.”
Morreu de forma nada convencional enforcada em sua própria echarpe que se prendeu na roda do automóvel no momento da partida.
Em homenagem à bailarina, foi criada em 1979, a Isadora Duncan Dance Foundation, em Nova Iorque. Os arquivos pessoais de Isadora Duncan estão atualmente no Lincoln Center, também em Nova Iorque.
Para saber mais sobre a vida de Isadora Duncan eu recomendo:

livroducan
Para quem gosta de ler a auto-biografia intitulada“Minha Vida”, são 308 páginas escritas pela própria Isadora no mesmo ano de sua morte 1927 da Editora Bertrand Brasil

Isadora-DVD-65309

E para quem não gosta de ler (uma pena) fica a dica do filme Isadora (1968) com 131 minutos, tendo no papel principal a atriz inglesa Vanessa Redgrave ( a Claire Smith-Wyman do filme Cartas para Julieta). O filme é muito emocionante eu confesso que chorei…

E se você quiser ver mais algumas imagens este vídeo é bem interessante.

Mas também comemoramos hoje 31 anos da perda de Grace Kelly, uma das atrizes mais bonitas e mais influentes de Hollywood, Vencedora do Oscar na categoria Melhor Atriz e a princesa de Mônaco.

Em 1964, foi criada, em Mônaco, a The Princess Grace Foundation, uma instituição cujo objetivo é ajudar pessoas com necessidades especiais.
Mas não pense que esta é a história da menina pobre que virou princesa por que não é. Grace Kelly nasceu bonita e rica na Filadélfia em 1928, filha de um construtor multimilionário e ganhador de várias medalhas olímpicas em remo que a matriculou nas melhores escolas do país.

Era considerada a musa de Alfred Hitchcock. É considerada símbolo vigente de elegância e glamour.  Curiosamente morreu também em virtude de um acidente automobilístico, quando seu automóvel após uma curva, o veículo rodou na pista até colidir contra um muro de contenção.

hermes-grace-kelly

E você sabia que em 1956, quando a princesa de Mônaco, Grace Kelly (foto acima), foi fotografada usando um modelo da grife Hermès (se pronuncia “êrmés” ” cultura inútil a titulo de curiosidade”), a bolsa virou febre e foi rebatizada de Kelly em homenagem a princesa?

Bem, mas nem só de tristezas iremos falar neste dia, hoje também é aniversário de uma “máamiga”, não nos falamos mais (e até hoje não sei o motivo), mas sempre faço neste dia uma oração com desejos (de coração) de muitos anos de vida, com saúde e paz para ela!

E esta semana estava procurando idéias novas quando me deparei com este blog super lindo, é de uma menina de 20 que conta a sua aventura de morar sozinha, com várias dicas, receitas. Vale a pena conferir.

Agora minhas amadas amigas, eu preciso ir porque a minha barriga esta clamando por comida.

Um beijinho na bunda e até segunda! (acho que isto não ficou legal….) Tosca mesmo…

Lola

Imagens retiradas da internet e video do You Tube

Beleza em grupo???

6 Set
Este texto eu postei em um antigo blog meu, e hoje revirando meus textos (eu salvo todos os meus post em word) encontrei este texto.
Mas mesmo antigo o texto é super atual. Afinal quem nunca se sentiu insegura quanto a própria beleza? E quantas de nós quando estamos junto com um grupo de gente bonita, também näo nós sentimos poderosas?
Bobeira pura…. Somos aquilo que somos, sozinhas ou acompanhadas.
Crédito da Imagem: Google
“Hoje ao ir para a aula, estava a divagar no ônibus quando entraram duas moças uma realmente linda e a outra em ordem (okay leia-se: não chegada a beleza). Mas ao mesmo tempo ela esta tão segura, tão sorridente. Mas aonde eu quero chegar?
Bem descemos no mesmo ponto e a moça bonita foi para um lado e a outra foi para o mesmo lado que eu, de repente aquela confiança virou fumaça…


Isto é igual quando vamos a uma discoteca, ou a um barzinho, a primeira situação que me veio a cabeça foi que sempre que alguém chegar na amiga bonita, o amigo vai chegar na feia para o tal “sacrificio” de amigo. Então é como se a feia soubesse que ao lado da bonita ela vai se dar bem.

Mas na boa, quem dita estas regras de beleza? Porque eu acho que não existem pessoas feias, existem pessoas relaxadas e preguiçosas ao ponto de não se cuidarem okay e também as sem dinheiro (mas não concordo com isto não, porque tá certo que o dinheiro ajuda, mas também podemos ser bonitas sem dinheiro).

Todos nós temos a nossa beleza, e sempre vamos encontrar alguém que gostem de nós pelo que somos. Você também vai encontrar alguém que te ache a mulher mais bonita do mundo. Beleza é questão de gosto. Mas até que ponto?



Eu sempre fui a mais feinha, magra demais, desengonçada demais, minhas amigas sempre lindas e toda perua, sabe o que aconteceu? Depois dos 20, isso inverteu, elas ficaram gordas e parecendo muito mais velhas do que eu, eu me tornei um mulher pode-se dizer bonita, aprendi a me cuidar a usar as roupas que valorizem meu tipo físico, a sorrir (o que nos deixa muito mais bonitas) e principal de tudo aprendi a valorizar mais as pessoas e não as aparencias, na maioria das vezes ela enganam e muito.


Não podemos nos esquecer nunca que nesta vida tudo é fase, as vezes ruim, mas com certeza  ajuda a gente a perceber quem são nossos amigos e amores de verdade, a “feiúra” é uma benção ao contrário do que parece, nos tornamos mais fortes e muito lindas e determinadas.”


*fiz algumas modifcacoes no texto.

“As belezas e as fealdades tornam-se mais evidentes, quando postas umas na frente das outras.” Leonardo da Vinci

Bem, é isto espero que gostem e reflitam. Nada de ficar se achando a mais feia, afinal DEUS fez alguém feio? Tenho certeza que não!

 

Beijos e até o próximo post

Lola